José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

A Arte de Dois
queria desenhar
uma praia
assim:
um onda prá cá,
maré subindo,
vem cá.

faria isso
por ela,
por mera
paixão.

sou parte
dela:
ela é viva
em mim.

ela tem fala
de arte,
onde o sol
arde, mas não
parte.

o melhor
é antes,
viver
suas mãos,
enquanto
esta praia
de bondosos,
não se enche
de curiosos,
por sermos
ternos amantes.

e esquecer
o desenho!

por zeus!

ela é minha rena
e esqueço
o desenho:
é de farinha fresca
e o mar, solidário,
carrega !

vai maria,
se clareia!

traz o sal,
e o vintém
que faço a vida
na areia:

a arte de dois
amores, que eles
já nem mais
arreiam !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/04/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras