José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

A Gente Não Sabia
Desde pequenininha ela era assim:
desenhada de beleza,adornada por olhos
cor de balé,
lábios esvoaçantes como pássaros
felizes numa tarde, num parque.

Só em nós,só...
nos bastava.

A gente sabia que
deuses atentos nos
fizeram prá juntos ficar.

Mas um dia veio a vida,
eu virei desembaçador de
janelas,
e ela dona de casa e filhos
e de um marido sem casco.

E nunca mais nos vimos.
E se alguém descobrir o que
é verdadeiro amor, digo lá que sei:

é viver dentro dela
sem púdicos cobertores,
ou alinhavados lencóis
de pura saudade !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 17/04/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras