José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


cadê maria ?
pois é,
maria sumiu.
andei perguntando pelos lares,
aos vários da vida,
mas ninguém sabe de seus ares.
 
a última vez que tive notícias dela
estava na passeata, segurando uma bandeira
da CUT, gritando - sou contra - !
 
pelas barbas do profeta !
pergunto: ela se apaixonou por algum cutiano ?
ou ficou de bar em bar, no embalo,
dos embriagados, na grande festa ?
 
tenho certo receio pois ela é meio
revolucionária, brigona.
um dia tentaram roubar seu celular
e ela acabou batendo no ladrão
e no capitão, que veio apaziguar.
 
pois é, maria sumiu,

mas não é a primeira vez.
maria sempre foi bem amada pelo povo,
maria já subiu o Himalia,
já visitou a China,
visitou aas tumbas egípicias,
morou numa aldeia indígena...
quis entrar lá no Palácio Alvorada
mas foi, de imediato, expulsa
pela guarda bem armada.
 
pois é.
maria sumiu !
quem souber do seu paradeiro
me avise rápido
pois senão vou virar guerilheiro
e sair gritando - sou contra !
ora, sou contra todo mundo
até dos pobres padeiros !

 
José Kappel
Enviado por José Kappel em 29/04/2017
Alterado em 24/05/2017


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras