José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Cruciada de Luzes

As coisas atemporáveis são as mais cativantes. Fui ver um morto, que não era eu. Fui visitar sua sepultura que não era minha. E não senti medo. Nada mais havia ali, eu sabia. Mas, sua lembrança, ainda me faz ser cativo em lágrimas. Quando você partiu apenas disse que não demorava. E anos se foram e eu espero que o voo do pássaro termine, seu voo eterno... E que renasça e pouse suas asas em meus ombros, já arqueados. Mas, que volte... cruciada de luzes e amor!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 01/07/2017
Alterado em 27/07/2017


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras