José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Morada de Maria

Minha estadia é pequena,
do tamanho de uma estrela menor...
e se reduz ao metro de uma casa
de pobres.

Estou sempre aqui,
e minha resposta é sempre
sim;
dada pra você, Maria,
que anda sempre a
repetir minha vida,
lá no estado de graça,
onde você será sempre minha
rainha
e senhora de meu pensar.

E por isso te peço
que, em todas as cinco horas
da vida,
vá até a luz, com esplendor,
e reze baixinho - sem dar voltas -
e me peça, com carinho devedor,
a minha volta, Maria,
minha volta para
seus braços de envolver !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/08/2019
Alterado em 30/09/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras