José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


  Perdi a casa, perdi a 
  família, os desdéns, 
  a fruta e o doce. 

  Restou a porta e o jardim 
  e as pobres  acácias 
  que sofrem com meu desalento 
  de uma guerra que comecei 
  e não sei acabar. 

  Mas pela porta dos
  esquecidos,
  essa eu sei sair,
  mas sem abrandar
toda lembrança
do quanto errei !

E nesse todo caos
nem sei se
estou lá ou
estou lá e aqui.

hoje é amanhã
e ontem o futuro ?
Que tempo é esse
que me fez por vir !
Somente no meu
ontem  ?



 
José Kappel
Enviado por José Kappel em 15/10/2019
Alterado em 06/11/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras