José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Maria do Céu
Lá vem dona Maria
com juras de amores
escondida,
na saia redonda,
cheia de alegria.

Dona Maria já foi,
já foi há muito
tempo, dona de
meu amor eterno
da minha dor todo puro!

Dona Maria,ávida e lógica,
um dia resolveu partir:
foi prá bem longe
onde nem os pássaros
prosam!

Dona Maria...Dona Maria...
volta pros braços meus
aqui, pelo menos, tem lógica !

Dona Maria...Dona Maria
quero os braços teus....
José Kappel
Enviado por José Kappel em 05/05/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras