José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Quadrinhas (3)
Mas que mulher mais bonita aquela,
e por ela dançava com toda minha queda,
mas tinha dois problemas, descobri, só dela,
um, era de bem casada com um homem,
dois, vivia mais nos colos de outras elas.

Namorei uma moça de bom grado,
mas tinha um porém, a mãe disse meu nome e
também pra ter cuidado com os queros dos homens,
e ficou mulher do lero-lero,
e de noite, ou de dia, só me dizia:
agora não dá, agora não, agora não quero !
No fim, mandei ela passear na beira dos infernos!
Homem, ora bolas,homem também tem  fome, de longe ou de perto !


Minha ex-mulher era muito dada, falava igual à alvissareira,
muito tagareleira, de conversa alada, conversadeira,
de tão dada, todo mundo dela queria e gostava,
até que um dia ela deu mesmo e eu fiquei no amava !



José Kappel
Enviado por José Kappel em 21/05/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras