José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Amantes
Sou pobre,
mais não sou incapaz.
Se me ama,
diz logo.

Sou rapaz
pobre, mais corajoso,
sou por demais por amar.

Se que me quer,
dê um aviso,-
aqueles dos amantes:

Encosta seu rosto no céu
que eu atendo,
com um pobre beijo,
mas louco
e meigo.
Beijo longo
e audaz.

E se você é Maria
meu nome é José.

Sou nobre
e por você me perco
Me chama de José
que eu te chamo
de chama eterna
de Maria, dona dos partos
minha amiga,
coroada de tantos arcos!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 25/08/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras