José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Alentos e Tortos
Primazia é primazia
Fogo é fogo,
E me castigo
por perder
um pouquinho
de seu tempo.

Sei que metade dele
já se foi.

Metade foi prá lá
outra metade se
perdeu no campo.

E já não sei achar mais
o princípio.

É um toque de charme
no charque da vida.

Que tem voltas e idas.

Mas como estou sempre
partindo, tenho todos
os eventos:
do primeiro ao último.

Só não tenho o tempo.

Improviso e argumento
o meu alento: Esse tempo
não alcanço
mais.

Só me agarro à lembrança
da saia dela.
Onde seda e cetim lá
fiz uma reserva.

Mas
me perdi no tempo.

Essa coisa graciosa
que nos leva
além,
bem além
da vida
da primeira porta
onde vivem indolentes
homens tortos
e já mortos!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 31/08/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras