José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Caminho Torto
Caminho entre os cedros,
refaço trilhas entre ciprestres,
enlaço minha ânsia como se
estivesse numa floresta encantada
de arvoredos.

Mas o meu chão é de cimento,
minha obra é de argamassa,
mistura nada sentimental
de água doce com
pedras de solidão.

Quem fere aqui,
fere lá,
que morre aqui,
aqui morre
pra sempre !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 24/09/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras