José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Raro Efeito
pudesse eu
ter um caso,
mesmo
ocasional,
de raro
efeito.

coberto de
pó passageiro
enfeitado,
por todo lado,
de riso de
criança
e abóbodas
de luzes
quase
perfeitas.

um caso só,
entre eu e você,
ou por acaso,
outro com ela.

um caso
cheio de
elos
e perfumes.

ocasional,
que seja,
mais
cheio de
benfeitorias
de amor,
e calor de
abraço.

enquanto
não bordam
na porta do
céu,
um caso
pra minha vida,
volto à paz
de meu conforto
e vou à caminho
do sozinho.

fico lá
nas bordas
das esquinas
suspeitas.

onde sempre
tem
uma verdade
camuflada,
e uma mentira
sensacional.

vista e
veras!

lá é pago,
não tem recibo,
arde,
não tem colo,
e é bem
parecido
com a entrada
do inferno.

mas tudo
ocasional,
sem nada,
nada
passional,
tudo,
tudo mesmo,
coberto de
cal e cimento
de vestidos
sem doce,
das futuras
loucas e sozinhas
infernais.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 25/09/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras