José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Vida Azeda
cheio de carinho prá dar,
cheio de amar pra viver !

mas louco fiquei
de tanto amar,
e me perder,
como anchovas
num mar de dor,
e cheios de reis,
numa  onda toda doce de pavor,
num ávido adendo de medo!

fui, vi e
perdi!

Mas, puxa, que vida azeda!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 19/10/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras