José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Do Outro lado
Do outro lado,
do lado, onde pende
as dores,
numa calçada de amores
cheio de vãos;
corro prá ela
do lado de lá!

Se me viu foi por acaso,
sem querer, passei ali,
meio descompassado,
mais aflito,
em rever a calçada
dos solitários,
dos alados da meia-noite.

Encontrar, encontrei,
pedaços: daqui, daqui,
pedaços de espíritos,
aleijados de amores,
solitários de ansiedade.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 23/10/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras