José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

O Último a Sair Bate a Porta
  vale a pena,
  vale a pena mesmo,
  sentar e ver.

como é difícil
ser amante
nos dias de hoje,
mesmo à esmo !

fácil é achar,
e ai fica difícil
encontrar !
  
pois já!

vira tempo,
vira vento,
vira a moda.
cheio de
meia-hora !

e a horda
toda se
transforma,
igual tombadilho
de homem
andarilho.

pois,
tem homem sem ancas,
virando
mulher de colher,
e mulher transformando
o produtor em zona franca.
  
vale a pena sentar
e ver
como é difícil encontrar
mulher-amante
e homem sem penas.
  
e vira tudo farinha
pra papo de galinha !

e fica, assim, muito
difícil
encontrar mulher
de amor.

e faz a gente
sair de fininho !

falando em sexo
sem nexo,
faz favor,
o último a sair
bate a porta,
pois, a partir
de hoje,
só namoro
donzela de
chiclete !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 23/05/2007
Alterado em 23/05/2007


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras