José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


Querido Joseph

O inverno continua rigoroso em nossa cidade. O vento assovia na torre da abadia. A casa se mantém aquecida com o fogo na lareira. Mas, o coração treme de frio pela sua ausência tão sentida.

Hoje faz um ano que você partiu. Dói muito lembrar você fechando o portão da rua antes de entrar no carro e dobrar a esquina para sempre. Desde lá a solidão e as lembranças de nosso amor tem sido minha única companhia...

O que aconteceu ainda não sei. Não consigo entender quanto mais compreender e aceitar.

É por isso que escrevo. Mesmo sem saber se minhas cartas chegam até você. Escrevo para dizer o quanto te amo e como é triste e solitária a vida sem você.
 
Para sempre.
Tua Marie.
José Kappel e Marie
Enviado por José Kappel em 08/04/2017
Alterado em 27/07/2017


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras