José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Pousada de Estrelas

Se é verso que te faça
preparo o cordel de palavras;
laço o improviso,
e mando três ramos de linhas,
que se mal não fazem,
bem, é total duvidoso, e não
faz sorriso.

Não sou homem de palavras
nem de uma! Maltrapilho
sílabas que nem ardem!
Vivo remoendo espaços
à procura delas.
Encontro mal!
Não tem dorso nem
caminho - só letra em torto.

Por isso me calo,
e deixo lá que a vida
te entregue o que sinto
por meio do cálido vento...
Busque o poeta na casa
do sol,
e deixe roçar
em seu rosto as luas
que perenes mandam dizer
em poucos versos:

Saudades minhas?
saudades suas!

Tudo em verso!

Chore hoje
e esqueça
que já fui dono
desta pousada
de estrelas !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 10/06/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras