José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Aproximai-nos

Lá vou caminhando ao encontro dela.
Mas ela nem mesmo sabe que existo.

Pudesse eu, com minha benevolência,
me aproximar um pouquinho.
Dizer um "alô", ou habitar para sempre
aqueles olhos amuados de calor e doçura.

Vã conspiração!
Ela, de longe, meneia um sorriso amigável.
Eu, de longe, aguço agonia dos passados.
Mas sei, sei pelos ares, sei pela vida.
Aquele olhar é todo para mim.

Cáustico céu! Aproximai-nos!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 20/07/2019
Alterado em 30/09/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras