José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Coisas de Amor

Palavras para nos separar, sempre estiveram à deriva entre nós,
mas sempre suplantei as ânsias, enganando-me
com paliativos e sonhos desmesurados,
fugindo do sol, ou dobrando esquinas
que espanavam em ruelas batidas.

Seja, agora, onde estiver, traço meu tempo
no esplendor do seu rosto saudoso
e dos abraços ternos e mornos.

Hoje, através do tempo, estou presente em seu corpo.
Mas, pelo destino de estrelas desavisadas perdi seu espírito.
Valha-me! Quero estar presente através de você!
Coisas difíceis, essas coisas de amor!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 20/07/2019
Alterado em 20/07/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras