José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos

Mulher de Jardins
Boneca de pano, cor de todos,
mulher de dois amigos,
heroína de desastres,
afoita guerreira dos entraves.

Deusa! - teu colo
é o meu!

Mulher de jardins,
faz romance de flores;
mulher do mundo,
não faz acordo com homens.

E que seja agora!

Desfaz teu orgulho
e tenta me abraçar
como se apaixonasse
de novo.

Pelo pássaro ferido,
por um homem - de todo -
que sem você já viveu,
mas que agora,
só é ânsia de espera.

Faz a festa
para um dia você voltar
e me abraçar
- assim como se faz o ninho -.

Igual, bem igual,
ao romance das flores,
a uma história de amor
que sempre termina com nós dois.

Coisa simples. Resumo:
Um sem poder viver sem o outro!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 20/07/2019
Alterado em 30/09/2019


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras