José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


Vou andando a tiracolo,

bato firme, bato sem amém,
nos passos dos outros,
vou andando com desdém,

igual a pérola afoita pelo dono,
pois sei que do outro lado
me espera só grandezas miúdas
e quentura de ferver.


Por issso devagar eu vou.


Lá encontrar o que restou dela:
um par de saias de cetim,
uma crespa de algodão,
almofadas de ombreiras
e um vasto caldeirão
de saudade sem perdão.


Ela já lá não estava
pois - me disseram -
partiu com um ancião!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 15/09/2022
Alterado em 20/09/2022


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras