José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


Impiedosa canção
que brota mares,
que avança à terra
e reduz nosso perdão !

 

Poema azul que o mar
refoga e dizima esperanças
de um dia ter você de volta.

 

De época nenhuma, -
grasna o pássaro -
rodela  num segundo de ranço
para ver seu rosto -
que tempo  esqueceu !

 

No toldo sem fundo, apenas resta
viver e chorar por meras lembranças.

José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/09/2022
Alterado em 19/09/2022


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras