José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


quando nasci,
quase de pronto,
disseram
baixinho:
 
esse coitado!
bem sussuraram -
 
esse vai ser
rei sem rainha,
dono de 
pouco
vento,
jardim de poucas
flores,
e vai viver
bem lento.

 

E não era que as madames tinham razão?

 

E pois rezo de medo

pois tem mais alguma coisa

neste vasto mundo misterioso,

 que tem

 gente que entende de  gente antes

da gente nascer.

José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/09/2022


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras