José Kappel

Um amor sobrevive ao outro.

Textos


 

 

O amor da gente é tênue,
e se todos tem amores,

todos carregam 

a bandeira branca.

 

Às vezes, quando se perde,
vai para o setor de
dos imensuráveis.

 

Onde se depara com

um astral

de percas!

 

Já vi por lá,
pontas de gente
em permanente pranto!

 

E todos tem amores!


Amores vão e vêm,
como gôndola perdida
numa Veneza que nunca vi.

 

Se todos tem amores,

Faça meu contrário:
agarre nele como puder
pois é a única coisa
que lá te leva,
no dorso da felicidade,
para outra vida.


Fica de brando

e com asas,

do outro lado da porta,
de mil vidas e
por trás do sonho de
mil vidros!

 
 

José Kappel
Enviado por José Kappel em 15/11/2022
Alterado em 15/11/2022


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras